Proteínas e Aminoácidos

Caseinato de cálcio

O caseinato de cálcio é uma proteína obtida através da solubilização da caseína do leite e secagem através do processo de spray dryer.

A utilização dos caseinatos vem se tornando cada vez mais presente na indústria de alimentos, principalmente devido às suas importantes propriedades emulsionantes.

As caseínas são muito anfifílicas, ou seja, possuem duas regiões com propriedades de solubilidade diferentes, uma hidrofílica (solúvel em meio aquoso), e uma hidrofóbica (insolúvel em água, porém solúvel em lipídios e solventes orgânicos) que se incorporam muito bem às interfaces das substâncias que formam as emulsões, reduzindo a tensão superficial e tornando-as muito mais estáveis.

O caseinato de cálcio confere também aos produtos formulados melhor aparência e propriedades sensoriais, em virtude de suas funções de solubilidade e dispersibilidade, opacidade, ligação e retenção de gordura, retenção de água e viscosidade. As principais aplicações do caseinato de calcio incluem produtos cárneos, produtos lácteos, produtos de panificação, chocolates e confeitos, coberturas comestíveis, bebidas lácteas e achocolatadas, cremes para café, salgadinhos e snacks.

Na indústria láctea pode ser utilizado, por exemplo, para produção de requeijão como substituto parcial ou total de massa.

Colágeno

De origem do couro ou ossos de bovinos, o colágeno é uma proteína responsável pela constituição do tecido conjuntivo, elasticidade e regeneração da pele, cartilagens e ossos.

É utilizado para enriquecimento protéico em alimentos, produtos farmacêuticos e cosméticos.

Pode ser usado também em aplicações como agente gelificante, estabilizante, ligante, emulsionante, formador de película ou de espuma, redução de gorduras e carboidratos nos alimentos, proporcionando uma agradável sensação no paladar.

Devido às suas propriedades de ligação com a água, o colágeno pode contribuir com processos de produção de baixo custo, melhorando a textura dos produtos finais.

Em sua composição há em torno de 90% de proteínas, sais e água.

O consumo diário oferece benefícios comprovados para a beleza da pele, saúde dos ossos, articulações e músculos.

A Nutramax dispõe de diferentes tipos de colágeno para melhor atender as necessidades da indústria:

Colágeno Bovino Hidrolisado CHD (alta densidade: ≥ 0,39 g/cm³)

Utilizado para barras proteicas, barras de cereais, chocolates, cookies, bolos, suplementos etc. Indicado para cápsulas e sachês, devido à sua alta densidade, permitindo envasar maior peso por embalagem/unidade.

Colágeno Bovino Hidrolisado PLUS (instantâneo)

Refere-se ao colágeno com densidade baixa (0,25 – 0,35 g/cm³) e cuja principal característica é a dissolução instantânea. É excelente para ser aplicado em bebidas em geral (misturas em pó e bebidas prontas) e em qualquer produto onde a alta solubilidade seja necessária.

Gelatina

A Gelatina é obtida da hidrólise parcial do colágeno de origem de couro ou ossos de bovinos, é utilizada para conferir textura, cremosidade e estabilidade em produtos alimentícios e farmacêuticos.

Tem em sua composição: 85 – 90 % de proteínas, sais e água. É solúvel a quente, pode ser adicionada em alimentos com finalidade gelificante, estabilizante, aglutinante, espesssante, aerante, aderência, absorção de água, espumante, clarificante e fonte proteica em sobremesas em geral, produtos lácteos, doces, produtos cárnicos, suplementos dietéticos e produtos nutracêuticos.

A Gelatina também é utilizada na indústria farmacêutica na fabricação de cápsulas moles ou duras, formação de películas, formação de gel termorreversível e propriedades adesivas. É possível utilizar a Gelatina em substâncias líquidas, pastosas e em pó.

O bloom é o principal parâmetro de qualidade da Gelatina, o qual define a força do gel. Temos diversas faixas de bloom para melhor atender a indústria.

L-carnitina tartarato

A Carnitina é uma amina responsável pela manutenção do metabolismo energético em todas as células do organismo. Durante exercícios físicos de alta intensidade, atua na manutenção das taxas de acetil-Coa no organismo. Ela é capaz de transportar ácidos graxos através das membranas celulares até às mitocôndrias, local onde acontece a betaoxidação para que possam ser transformados em energia.

A L-Carnitina Tartarato é utilizada em Suplementos Dietéticos e Nutricionais.

Atua estimulando o crescimento capilar do couro cabeludo e aumentando a resistência do sistema imunológico. A estimulação do crescimento capilar se dá através da redução da apoptose e aumento da proliferação dos queratinócitos da matriz capilar.

Além disso, aumenta a resistência física e contribui para o equilíbrio dos triglicérides.

L-Glutamina

A Glutamina, também conhecida como L-gGutamina, tem função de um aminoácido não-essencial, o qual representa cerca de 61% do tecido muscular esquelético. A glutamina é produzida naturalmente pelo organismo e consiste em 19% nitrogênio, sendo o transportador primário de nitrogênio para as células musculares. Sua principal função no organismo é o transporte de nitrogênio dos tecidos para o fígado. É um potente estimulante do anabolismo proteico e principal fonte de energia para o sistema imunológico.

A produção deste aminoácido é feita a partir de um processo biotecnológico de fermentação de ingredientes vegetais naturais.

Utilizado como suplemento dietético na prática esportiva, com importante papel na síntese proteica, volume celular e crescimento muscular. Minimiza a imunossupressão provocada pelo exercício físico, regula as atividades das células cerebrais, podendo ser usada em tratamentos de alterações de comportamento, epilepsia, esquizofrenia e senilidade. Pode ser utilizada nos tratamentos de artrites, fibroses, alterações gastrointestinais e úlceras.

L-Isoleucina

Obtida a partir da fermentação da glicose, a Isoleucina é um aminoácido essencial que não é produzido pelo organismo e que pode ser consumido por meio da alimentação e suplementação. Ao lado da valina e da leucina, a isoleucina é capaz de promover a síntese de proteínas e aumentar a captação e utilização da glicose pelas células musculares durante as atividades físicas, aumentando o estoque de energia no corpo.

Depois da sua ingestão, o aminoácido é absorvido pelo intestino delgado e transportado através do sangue até o fígado, onde uma quantidade será usada para a síntese proteica e outra parte para a catabolização, para aumentar a produção de energia.

A L-Isoleucina favorece a queima de gordura ! Uma das principais características dos aminoácidos de cadeia ramificada é estimular a utilização de gordura corporal como fonte de energia para o metabolismo. Por isso, ao consumir este poderoso aminoácido na sua suplementação ou alimentação, é possível perder alguns quilos na balança de maneira mais rápida e, ainda, ganhar massa magra.

L-leucina

A Leucina, também chamada de L-Leucina, é um aminoácido essencial, o que quer dizer que o corpo não é capaz de produzi-lo, e que, portanto, deve ser ingerido através da dieta. A Leucina pode ser obtida através do consumo de carne, laticínios, ovos, soja e feijões, e também na forma de suplementos.

A Leucina é um dos 20 aminoácidos que as células do corpo humano utilizam para sintetizar proteínas. Seus benefícios incluem manutenção do peso e de massa muscular magra. Desempenha funções importantes no aumento das proteínas e atua com fonte de energia durante os exercícios físicos, aumentando a resistência e reduzindo a fadiga. É um dos aminoácidos de cadeia ramificada, juntamente com a Isoleucina e a Valina, e é encontrada de maneira abundante em carnes e leguminosas (soja e feijão).

Uma maior presença de Leucina na alimentação contribui para reduzir a perda da massa muscular durante a velhice.

L-Valina

A Valina, juntamente com a Leucina e a Isoleucina, compõe a mistura de aminoácidos conhecida como BCAA (do Inglês: Branched-Chain Amino Acids, ou Aminoácidos de Cadeia Ramificada, em Português). Apresenta importantes papéis na fisiologia, incluindo atividade de caráter estimulante. Promove o crescimento muscular e o reparo dos tecidos, além de ser um precursor na via biosintética da penicilina. A deficiência de Valina é marcada por danos neurológicos no cérebro. Há também casos de doenças associadas a Valina, como na doença falciforme, onde a valina substitui o aminoácido hidrofílico do ácido glutâmico na hemoglobina, e então, como a valina é hidrofóbica, a hemoglobina não dobra corretamente.

Taurina

A Taurina é um aminoácido, um dos mais abundantes em nosso organismo, encontrada naturalmente em alguns alimentos como ovos, leite, marisco e carne.

A Taurina é indispensável para a visão, músculo cardíaco e para o sistema imune, intensifica os efeitos da insulina, tornando-se responsável por um melhor funcionamento do metabolismo da glicose e dos aminoácidos.

Pode ainda ajudar pacientes com doenças hepáticas. Atua como modulador de crescimento, prevenindo atrasos no crescimento infantil, auxilia no desenvolvimento do sistema nervoso e ainda é útil como inibidora dos neurotransmissores, sendo utilizada para prevenir convulsões em epilépticos.

Possui também importante papel no sistema cardiovascular, diminuindo a pressão sanguínea nas artérias, beneficiando pacientes hipertensos.

É um aminoácido essencial para os gatos, pois os mesmos não conseguem sintetizá-la em seu organismo.

É utilizada em bebidas energéticas devido ao seu efeito desintoxicante, eliminando as impurezas pelo fígado, facilitando a excreção de substâncias que não são mais importantes para o corpo.